SINDAFA-MG


  1. Início
  2. /
  3. Carreira de Fiscal Agropecuário Estadual
  4. /
  5. Governo se reúne com sindicatos, mas não apresenta soluções para as demandas
sábado, 27/05/17 12:48

Governo se reúne com sindicatos, mas não apresenta soluções para as demandas

Sindafa-MG

Na tarde de ontem (26), o governo de Minas Gerais se reuniu com representantes sindicais para discutir as demandas de cada categoria e atualizar sobre o que tem sido feito em prol das carreiras nos últimos meses. O encontro aconteceu na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, e contou com a participação do assessor de Relações Sindicais da Secretaria de Planejamento e Gestão, Carlos Calazans, e da Subsecretária de Gestão de Pessoas Warlene Rezende.

A discussão inicial girou em torno do boletim financeiro divulgado em abril, que mostrou a radiografia financeira do estado, evidenciando que o cenário não modificou em relação aos últimos meses. De acordo com Calazans, a situação de Minas Gerais continua grave.

“O estado tem enfrentado uma situação difícil e não tem razão para escondermos esses números. Estamos buscando ser o mais transparente possível, em mostrar as nossas dificuldades financeiras que são reais”, disse o assessor de Relações Sindicais.

Foi tema de debates também as agendas de cada carreira e setor, que, segundo Carlos Calazans, tem sido discutido com os representantes sindicais e muitas reivindicações já estão em fase de aprovação pelo governo. “Alguns lugares estamos precisando agilizar o nosso trabalho, em outros estamos necessitando apenas finalizar. Estamos discutindo com o governo para cada categoria.”

A vice-presidente do SINDAFA/MG, Priscila Dias Presotti, esteve no encontro e avalia como desnecessária a reunião, tendo em vista que não foi apresentado nenhum posicionamento efetivo por parte do governo. “A gente esperava um pouco mais. Não falaram nada da escala de pagamento, que é o que está mais pegando para a gente. Vamos ter que esperar para saber como será os próximos movimentos do governo e, principalmente, a escala de pagamento.”

Vale-alimentação

A única notícia positiva dada na reunião com os representantes sindicais foi o aumento no vale-alimentação, que passou de R$15 para R$20 o dia trabalhado. A medida já vale para o mês de junho. “Foi feito um debate sobre o impacto financeiro e como resultado estamos elevando o valor do vale. Numa situação em que o estado está passando, isso é um ponto muito positivo, e já será taxado na folha de junho”, comenta Calazans.

Para Priscila, a notícia soa como positiva e dará um leve incremento na receita dos profissionais. “A reunião foi muito enrolação e pouco assunto. Na verdade, não tinha a necessidade de chamar o pessoal para dar um aumento de R$5 no vale-alimentação. É uma notícia boa, no mar de notícias ruins, porque vai dar um incremento de aproximadamente R$100 no salário do pessoal, que já dá uma ajuda”, finaliza.

Voltar

Últimas notícias

ver mais
Dia de Minas Gerais rememora o berço da civilização do Estado terça-feira, 16/07/24 Dia de Minas Gerais rememora o berço da civilização do Estado Dezesseis de julho é uma data muito significativa para o povo mineiro. Este dia, ...
Dia Nacional do Pecuarista: profissional é protagonista em alimentar a sociedade brasileira segunda-feira, 15/07/24 Dia Nacional do Pecuarista: profissional é protagonista em alimentar a sociedade brasileira Nesta segunda-feira (15/07) é celebrado o Dia Nacional do Pecuarista. A ocasião destaca o ...
Redução de agrotóxicos em alimentos é tema de artigo elaborado por filiada do Sindafa-MG quinta-feira, 11/07/24 Redução de agrotóxicos em alimentos é tema de artigo elaborado por filiada do Sindafa-MG Formas mais eficazes de higienizar hortifrúti em casa, para diminuir a ingestão dos defensivos, ...
Redução de agrotóxicos em alimentos é tema de artigo elaborado por filiada do Sindafa-MG quinta-feira, 11/07/24 Artigo – Práticas domésticas de redução de resíduos de agrotóxicos em hortifrutis Introdução Recentemente, os consumidores estão cada vez mais conscientes em relação aos hábitos alimentares ...
Converse com o Sindafa
Pular para o conteúdo