SINDAFA-MG


  1. Início
  2. /
  3. Notícias do setor
  4. /
  5. Segunda fase da vacinação contra febre aftosa em Minas Gerais vai até 30 de novembro
terça-feira, 01/11/16 14:10

Segunda fase da vacinação contra febre aftosa em Minas Gerais vai até 30 de novembro



Começou hoje (01) em todo o estado a segunda etapa de vacinação contra a febre aftosa. Os produtores devem vacinar o seu rebanho bovino e bubalino, com idade de zero a 24 meses, até 30 de novembro. A primeira etapa ocorreu no início do ano.

A vacinação é a forma mais eficiente de proteger os animais da doença e é obrigatória. Caso o produtor não vacine os animais, estará sujeito a multa de 25 Unidades Fiscais do Estado de Minas Gerais (Ufemgs) por animal, o que equivale a R$ 75,27 por cabeça.

No estado, a responsabilidade de orientar, supervisionar e fiscalizar a vacinação do rebanho é do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). De acordo com o órgão, é esperado que 9,6 milhões de animais sejam vacinados nessa etapa.

Para comprar a vacina os produtores rurais devem apresentar o CPF e a identidade nas lojas de produtos veterinários. O IMA alerta para os cuidados com o transporte e armazenamento, para garantir a eficiência da vacina.

Segundo o diretor-geral do Instituto, Marcílio de Sousa Magalhães: “Do momento em que forem adquiridas na loja, durante o transporte e até o momento da aplicação as vacinas deverão permanecer em ambiente refrigerado. É fundamental mantê-las em geladeiras ou em caixas térmicas com muito gelo, de forma que estejam armazenadas em temperatura entre 2 e 8 graus centígrados, inclusive no momento da aplicação. Além disso, deve-se agitar o frasco da vacina antes da utilização e administrar a dose correta, que é de 5 ml.”

Os produtores devem comprovar a vacinação dos animais de suas propriedades junto ao IMA, através do site do Instituto, no endereço www.ima.mg.gov.br, onde contém o Formulário de Declaração de Vacinação. Para preencher o formulário é necessário ter em mãos as notas fiscais de compra da vacina.

Em 2016, Minas Gerais completou 20 anos sem registrar nenhuma ocorrência de focos de febre aftosa, mantendo o status obtido junto à Organização Mundial de Saúde Animal (OEA), como área livre de febre aftosa com vacinação, permitindo a exportação dos produtos da bovinocultura para diversos países.

 

Com informações da Agência Minas Gerais

Voltar

Últimas notícias

ver mais
Artigo desenvolvido por fiscais do IMA destaca importância do controle permanente de zoonoses em frigoríficos sexta-feira, 01/03/24 Artigo desenvolvido por fiscais do IMA destaca importância do controle permanente de zoonoses em frigoríficos A inspeção sanitária realizada pelos fiscais, filiados ao Sindafa-MG, objetiva assegurar a saúde pública ...
Sindafa-MG firma convênio com novo escritório para assessoria parlamentar e jurídica quinta-feira, 29/02/24 Sindafa-MG firma convênio com novo escritório para assessoria parlamentar e jurídica À nova assessoria caberá orientar e assistir o sindicato nos assuntos políticos e governamentais ...
Assembleia Ordinária aprova contas e planejamento estratégico do Sindafa-MG sexta-feira, 23/02/24 Assembleia Ordinária aprova contas e planejamento estratégico do Sindafa-MG Cerca de 70 filiados participaram do encontro e contribuíram com sugestões para melhoria das ...
Sindafa-MG cobra resposta do IMA sobre ofício que trata a precariedade no trabalho terça-feira, 20/02/24 Sindafa-MG cobra resposta do IMA sobre ofício que trata a precariedade no trabalho Más condições da infraestrutura de trabalho foram relatadas e denunciadas pelos servidores do Instituto ...
Converse com o Sindafa
Skip to content